crianca-1

d6086de322f98f66cc694f32ea284557_XLA infância é considerada um período rico de desenvolvimento cognitivo, físico, psicológico e social. Momento ímpar, no qual os pais desejam que seus filhos consigam se desenvolver da forma mais harmônica possível. No entanto, impasses podem ocorrer e alguns desses fazem parte do processo, outros já podem acarretar em consequências mais significativas para a vida da criança.

A motivação para a entrada da criança em psicoterapia pode acontecer quando algo está atrapalhando o seu desenvolvimento social e/ou emocional, causando-a sofrimento e impedindo-a de realizar atividades cotidianas. Algumas crianças conseguem falar com mais facilidade a respeito de suas dificuldades, muito embora, na maioria das vezes são os pais que percebem que algo não vai bem com seus filhos. Ao profissional cabe escutar cada queixa na sua essência, em um trabalho focado no tratamento e não apenas na nomeação de psicopatologias.


Sobre a psicoterapia com crianças:

A psicoterapia voltada para a infância tem como base o brincar, através do qual a criança poderá exteriorizar questões do seu mundo interior. Os pais, por sua vez, são muito importantes nesse processo, tendo em vista que as suas atitudes, pensamentos e comportamentos são partes integrantes da criança e, portanto, da direção do tratamento. Assim, as entrevistas iniciais se dão com os responsáveis, e, posteriormente, os atendimentos são realizados exclusivamente com a criança. No entanto, os pais devem comparecer para diálogos periódicos com o profissional.

Manuella Bayma - Psicóloga Infantil e da Adolescencia em Fortaleza